Carnaval do Rio de cara nova

*Bruno Quintella

A era da tecnologia definitivamente chegou ao Carnaval do Rio de Janeiro. E não apenas nas transmissões dos desfiles das escolas de samba. Enquanto na temática a era digital está cada vez mais presente na Marquês de Sapucaí, no entanto, em 2011 não deve haver grandes surpresas em relação aos últimos anos. Na opinião de alguns carnavalescos, como Renato Lage (Salgueiro) e Roberto Szanieski (Portela) houve considerável evolução em relação à década de trinta, quando não se utilizavam, por exemplo, os atuais dispositivos de movimento, efeitos especiais, comandos por computador para apagar e acender luzes automaticamente, como fez o carnavalesco Joãosinho Trinta. Em 2001, ao estrear na Grande Rio, Joãosinho proporcionou ao público ver pela primeira vez na história do carnaval um homem voar em plena Sapucaí. A grande novidade foi um dublê treinado pela Nasa para representar um astronauta e sobrevoar o Sambódromo, deixando o público extasiado.

Os materiais, antes confeccionados basicamente com madeira e papelão, deram lugar a outros mais leves como fibra, isopor, além de gesso, arames e varetas nas armações. Para o desfile de 2011, o carnavalesco Paulo Barros, da campeã Unidos da Tijuca, promete novo show de tecnologia: “A Tijuca vai promover uma grande sala de cinema. Esta sala de cinema vai provocar um medo nas pessoas. E a escola desfilará, mostrando essa grande tela e causando essas sensações do medo. Mas eu garanto que é um medo gostoso, um medo divertido e um medo pra brigar pelo bi-campeonato.” garante. O enredo da agremiação é: Essa noite levarei sua alma, uma brincadeira com filmes de suspense, marca registrada de Barros, o mistério do espetáculo só será revelado na hora do desfile, a exemplo da impecável comissão de frente da escola. Ano passado, o enredo chamava-se: É segredo.

Com essa mudança para a era digital, por exemplo, uma fantasia de baiana, que pesava 7kg a 8kg, passou a pesar três. Nas vestimentas e adereços, data de pelo menos dez anos, a busca por maior resistência e menor desperdício em função das chuvas, surgiu o uso de materiais impermeáveis. Há também muito investimento em plástico-espelho, que reflete e brilha, em lugar de tecido e papel. Os carros, antes praticamente empurrados, agora contam com motores.

Entretanto, tirando inovações pontuais, como as apresentadas por Joãosinho Trinta, a festa popular continua a ser extremamente artesanal, segundo ele. Isso porque o objetivo não é revolucionar na avenida, mas tão somente garantir um bom desfile.

Para que não haja falhas nos carros alegóricos, é feito um cálculo preciso de resistência de acordo com o peso e as dimensões, bem como é pensada a questão da logística. No Rio de Janeiro, no caminho entre a região do cais do Porto, de onde saem os carros, e a zona do desfile, onde há muitas árvores. Uma das maiores preocupações das escolas tem sido aliviada com a tecnologia: o controle do tempo de passagem pela avenida, para evitar estouros e perda de pontos. Os desfiles técnicos que antecedem o grande dia também ajudam a evitar problemas.

O último desfile das escolas de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro foi transmitido ao vivo, pela primeira vez, em 3D pela Rede Globo e uma empresa de tevê a cabo. A tecnologia, em caráter experimental, foi distribuída para alguns pontos dotados de televisores específicos para exibir imagens tridimensionais. A NET fez a distribuição do sinal por meio do canal 750 apenas para a cidade do Rio de Janeiro. Foi a primeira vez no Brasil que aconteceu uma transmissão ao vivo em 3D. E é incrível que aconteça apenas 15 dias após a primeira em todo o mundo, na Inglaterra”, afirma Marcio Carvalho, diretor de produtos e serviços da NET. De acordo com a empresa de assinatura de tevê a cabo, os assinantes do Rio que tenham os pacotes digital HD e digital HD Max estão aptos a receber os sinais HD 3D em casa, desde que tenham o aparelho especial. Para aproveitar as imagens, no entanto, é necessário utilizar um televisor especial. A expectativa é que, devido ao sucesso da transmissão este ano, 2011 venha com mais novidades na transmissão.

*Estudante de Jornalismo On-line da UniverCidade

Anúncios